Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GALERIA DOS GOESES ILUSTRES

INTROSPECÇÃO SOBRE A ORIGEM, O ALCANCE E OS LIMITES DA IDENTIDADE GOESA, E O SEU CONTRIBUTO HISTÓRICO E SOCIAL EM PORTUGAL E NO MUNDO

GALERIA DOS GOESES ILUSTRES

INTROSPECÇÃO SOBRE A ORIGEM, O ALCANCE E OS LIMITES DA IDENTIDADE GOESA, E O SEU CONTRIBUTO HISTÓRICO E SOCIAL EM PORTUGAL E NO MUNDO

425 JOE RODRIGUES (24/04/1931)

48418395_1155764934590797_4482937089465253888_n.jp

 



Nascido Jawaharlal Joel Joachim Rodrigues, em Bombaim, vinha de uma família ancestral de Cortorim, Salcete, Goa.

O seu pai, um fervoroso indianófilo, era jornalista, mas traçou como destino do seu filho, a carreira de Médico. Rodrigues frequentou dois anos de Medicina mas a paixão pelas artes e pela profissão do pai falou mais alto.

Feitos os estudou apropriados no St.Xavier College, juntou-se em 1949 ao «Times Of India» como sub-editor. 

Seis anos mais tarde, parte para a África Oriental, a procura de novos desafios.

Trabalha em Kampala, no «Uganda Mail» por um período de um ano, de onde vai para Nairobi, onde se fixa tornando-se cidadão Queniano.

Escreve editoriais em dois periódicos quenianos, o «Daily Chronicle» e o «National Guardian», mas quando em 1960 a sua Alteza real o Príncipe Aga Khan funda o Nation Group Of Newspapers, Rodrigues, já com reputada experiência, é contratado. Passa sucessivamente pelos cargos de Sub-Editor, Chefe Sub-Editor, Editor Assistente, Editor Gerente e Editor Chefe (entre 1978 e 1981).

Foi membro do Executive Board of the International Press Institute, e correspondente do «Indian Express» assim como do «Daily Telegraph» de Londres. Foi também correspondente do United Press International.

Em 1981 deixa o Nation Group e funda o seu próprio grupo, o «New Publishers, Ltd.» onde publica nove revistas de negócios incluindo o «AutoNews», o «East African Report on Trade and Industry», o «Kenya Export News», o «Management Magazine» e o «Arquitect».

Largamente respeitado pelos seus pares de profissão, era conhecido pela sua decência, coragem, dignidade e frontalidade.

Faleceu prematuramente aos 56 anos de idade, e o seu funeral foi testemunho do apreço que a sociedade queniana tinha pela sua personalidade.

Era irmão do General do exército indiano, Sunith Francis Rodrigues (115).

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D