Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GALERIA DOS GOESES ILUSTRES

INTROSPECÇÃO SOBRE A ORIGEM, O ALCANCE E OS LIMITES DA IDENTIDADE GOESA, E O SEU CONTRIBUTO HISTÓRICO E SOCIAL EM PORTUGAL E NO MUNDO

GALERIA DOS GOESES ILUSTRES

INTROSPECÇÃO SOBRE A ORIGEM, O ALCANCE E OS LIMITES DA IDENTIDADE GOESA, E O SEU CONTRIBUTO HISTÓRICO E SOCIAL EM PORTUGAL E NO MUNDO

015 PADRE AGNELO DE SOUZA (1869-1927)

FB_IMG_1547902007475.jpg

 

"Agnelo Gustavo Adolfo de Souza foi um sacerdote católico apostólico romano da Sociedade dos Missionários de S. Francisco Xavier do Pilar que realizou trabalho missionário na província de Goa, então parte do Estado Português da Índia.

A causa de canonização foi aceite para investigação por parte da Santa Sé, e progrediu até ao ponto em que foi declarado Venerável .

Início da vida
«Padr Agnel», como é conhecido, nasceu na aldeia de Anjuna filho de Miguel Arcanjo de Souza e Maria Sinforosa Perpétua Magalhães a 21 de Janeiro de 1869.

Seus pais tiveram nove filhos, oito filhos e uma filha, entre os quais Agnelo que era o sexto.

Mesmo em uma criança, todos ficaram impressionados com o seu comportamento. Desde tenra idade que ele se lembrava dos sermões ouvidos na Missa e gostava de ensinar "doton'n", que é o catecismo, a outras crianças, algumas mesmo mais velhas do que ele.

Quando tinha onze anos, seus pais morreram de repente. Quando estava morrendo, sua mãe confiou seus filhos aos cuidados da Mãe de Deus.

 

Seminário
Com o incentivo de um irmão mais velho que já era um sacerdote, de Souza prosseguiu a chamada ao sacerdócio estudando filosofia e teologia no Seminário Patriarcal em Rachol.

Sempre em muito más condições de saúde, foi autorizado a viver numa moradia privada fora do seminário, onde foi capaz de fazer seus estudos diligentemente.

Souza queria entrar num instituto religioso, mas estes tinham sido proibida nas terras sob a coroa Portuguêsa desde 1835.

Depois de muita oração e reflexão, de Souza entrou para a Sociedade Missionária Diocesana de São Francisco Xavier de Pilar em 17 de julho de 1897.

Foi ordenado em 24 de Setembro de 1899, pelo Arcebispo de Goa e Patriarca das Índias Orientais, Dom António Sebastião Valente.

 

Missionário
Em 8 de Setembro de 1908, de Souza fez sua entrega total a Deus, tornando-se um membro de pleno direito da sociedade. Sua vida como um verdadeiro pastor de almas levou para Siroda e Sanvordem em Goa, além de Kumta, perto Karwar.

Ele era padre, pregador, confessor e administrador. Foi visto por muitos como sendo muito humilde e atencioso.

 

Diretor Espiritual
Vendo a sua santidade, o então Arcebispo de Goa e Damão e Patriarca das Índias Orientais Dom Matheus de Oliveira Xavier, nomeia Padre Agnelo como Diretor Espiritual do Seminário Patriarcal de Rachol em 20 de maio de 1918.

Padre Agnelo foi considerado um modelo de sacerdócio humilde, orante, abnegado e santo pelos professores e estudantes no seminário.

Ele foi cuidadoso e amigo do pessoal do seminário onde era também referido como Nosso Santo, em concani Amcho Sant.

 

Morte e veneração
Padre Agnelo morreu na festa do Sagrado Coração de Jesus, em 20 de novembro em 1927. Caiu sobre o púlpito no fim do sermão. mas insistiu em esperar até a Bênção do Sagrado Coração de Jesus, mostrando a tranquilidade de um homem santo.

Morreu e foi enterrado em Rachol.

O padre da paróquia que o enterrou disse acerca estas palavras "Hanvem atanch eka Santak matiek Laila", o que significa "Tenho apenas previsto um santo para descansar".

Seus restos mortais foram levados para o Pilar em 10 de janeiro de 1939."

 

 

adaptado de Wikipédia

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D